Concurso De Fotos Em Casa Sem Gastar Muito

5 formas de atendimento para encantar o cliente

A hemorragia venosa determina-se pela cor vermelho-escura, de cerejeira do sangue que segue de uma ferida uma corrente contínua, mas lentamente, calmamente, sem empurrões. Tal hemorragia pode ser abundante, contudo, por via de regra, a imposição da atadura urgente e a oferta da provisão elevada da parte afetada de um corpo acontecem suficientes para a sua parada.

Vamos investigar alguns métodos da prensagem manual de uma artéria em várias feridas. Têm de treinar-se com antecedência. De qualquer maneira a artéria necessária deve ser dedos apertados para fechar o osso localizado. Por exemplo, se a ferida se localiza em um antebraço, uma prensa de artéria a um osso humeral do interior de um ombro. Com esta finalidade é necessário saber um acordo da artéria necessária e ser capaz de encontrá-lo rapidamente em uma pulsação, sentir-se como dedos que a artéria está em um osso ao qual deve apertar-se em caso da necessidade.

A trança ou um zakrutka devem impor-se sobre a roupa (ou sobre várias camadas a atadura é mais alta do que uma ferida e é possível mais perto para ele. Tendo imposto, assim, uma trança e tendo empurrado um pau ou qualquer sujeito no anel formado, é necessário fazê-lo girar até que a extremidade se desenhe e a hemorragia parará. A trança tem de ser bem visível, não pode ser roupa fechada ou atadura. É necessário apertar uma trança só antes da terminação da hemorragia: a dor de aumentos de aperto excessiva sem necessidade e bastante muitas vezes prejudica troncos nervosos. A trança demasiado pobremente apertada fortalece a hemorragia. É impossível manter uma trança mais de 1,5 — 2 horas. Durante este tempo é necessário trazer à vítima de policlinic ou hospital. Se não conseguiu fazer-se, depois de 2 horas a trança tem de enfraquecer-se durante alguns minutos no momento da prensagem simultânea do navio danificado por um dedo, e logo impõe-se ligeiramente em cima. No tempo frio é desejável enfraquecer uma trança em cada hora de um pouco tempo. É necessário lembrar-se de que em todos os casos da imposição de uma trança ou um zakrutka abaixo de uma atadura a nota com a indicação da data e o tempo da imposição de uma trança se deixa. A trança e um zakrutka só impõem-se em um quadril e um ombro. Depois que a prensagem manual de um navio ou a imposição de uma trança (zakrutka) a ferida têm de fechar-se uma atadura.

A hemorragia arterial determina-se pela cor escarlate do sangue que pula para fora de uma ferida a corrente que pulsa, às vezes na forma da fonte. É ameaça da vida, especialmente se a grande artéria como o ferido durante um período curto puder perder prejudica-se um grande montante do sangue. Nestes casos antes de impor de uma atadura é necessário tomar medidas imediatas a uma parada sangrento. A perda 1/3 todo o sangue é ameaça da vida a pessoa.

No momento da hemorragia de uma artéria de um pescoço apertam uma carótida, apertando-o para cruzar tiros da parte cervical de uma espinha dorsal. Com esta finalidade é necessário aumentar atrás da vítima e pôr uma mão nele em um pescoço para que o polegar estivesse atrás de um pescoço e outros quatro dedos fechados em conjunto para tatear com a mão (para um lado e no meio de um pescoço) uma pulsação de uma carótida e apertá-lo para cruzar tiros de vértebras cervicais.

IPP compõe-se de dois casados e gaze pequenos travesseiros e atadura. Um de pequenos travesseiros cose-se ao fim da atadura, e o outro é móvel. Os pequenos travesseiros tomam, tocando por mãos só de um partido seu, e impõem a uma ferida que o partido que não tocou por mãos.